Aguarde, carregando...

Métodos De Proteção Na Internet

Métodos de proteção são utilizados para garantir a segurança do usuário na rede. Por meio de algumas dicas irei demonstrar como é fácil ficar protegido ao navegar na internet.

Por Lucas de Almeida Monteiro, postado em 17/11/2020 às 10h27 • 15 visualizações
Métodos De Proteção Na Internet

CRIE SENHAS DIFÍCEIS DE SEREM DESCOBERTAS

Não utilize senhas fáceis de serem descobertas, como nome de parentes, data de aniversário, placa do carro, etc. Dê preferência a sequências que misturam letras, números e até mesmo símbolos especiais.

Além disso, não use como senha uma combinação que tenha menos que seis caracteres. Também é importante não guardar suas senhas em arquivos do Word ou de qualquer outro aplicativo. Se necessitar anotar uma senha em papel (em casos
extremos), destrua-o assim que decorar a sequência. Além disso, evite usar a mesma senha em vários serviços. 

Além de criar senhas difíceis de serem descobertas, é essencial mudá-las periodicamente, a cada três meses, pelo menos. Isso porque, se alguém conseguir descobrir a senha do seu e-mail, por exemplo, poderá acessar as suas mensagens sem que você saiba, apenas para espioná-lo. Ao alterar sua senha, o tal espião não vai mais conseguir acessar as suas informações.

USE NAVEGADORES ATUAIS E RENOMADOS

Usar navegadores de internet atuais garante não só que você consiga utilizar tecnologias novas para a internet, como o HTML5, mas também conte com recursos de segurança capazes de combater perigos mais recentes, como sites falsos que se passam por páginas de banco. Além disso, navegadores atualizados geralmente contam com correções contra falhas de segurança exploradas em versões anteriores.

Por isso, sempre utilize a última versão disponível do seu navegador. Felizmente, os principais navegadores da atualidade contam com atualizações automáticas ou com alertas que avisam da disponibilização de uma nova versão.

Mas, se você não tiver certeza de estar utilizando a versão mais recente, pode procurar nos menus do navegador uma opção de nome "Sobre" (ou equivalente) que normalmente fornece este tipo de informação.

ATUALIZE SEU ANTIVÍRUS E SEU SISTEMA OPERACIAONL

Você certamente sabe que é importante instalar softwares de segurança em seu computador, como um antivírus. Mas, além de instalá-lo, é necessário se certificar de que o programa é atualizado constantemente, do contrário, o antivírus não "saberá" da existência de malwares novos. Praticamente todos os antivírus atuais têm atualizações automáticas definidas por padrão, mas é sempre bom verificar. Também é importantíssimo instalar as atualizações do seu sistema operacional, inclusive em seus dispositivos móveis (tablets e smartphones).

Para que você não tenha que se preocupar com isso constantemente, verifiquese o seu sistema operacional possui a funcionalidade de atualizaçãoautomática ativada (a maioria tem este recurso, como as versões mais recentes do Windows ou do Ubuntu Linux). 

CUIDADO COM LINKS EM MENSAGENS INSTANTÂNEAS E REDES SOCIAIS

Alguns malwares podem, mesmo que temporariamente, aproveitar que o usuário está utilizando serviços de mensagens instantâneas como WhatsApp, Telegram e Skype para emitir mensagens automáticas com links para vírus ou sites maliciosos durante uma conversa. Em situações desse tipo, é comum que a parte que recebeu a mensagem pense que a outra pessoa realmente a enviou e, assim, acaba clicando no link com a maior boa vontade.

Por conta disso, se receber um link que não estava esperando durante umaconversa, pergunte ao contato se, de fato, ele o enviou. Se a pessoa negar, não clique no link e avise-o de que seu computador ou smartphone pode estar com um malware.

Tenha atenção também em redes sociais, como Facebook e Twitter, pois um contato pode, por exemplo, recomendar um link sem perceber que o seu conteúdo é perigoso ou um aplicativo duvidoso pode fazer uma postagem sem que a pessoa tenha percebido.

CONHEÇA OS ENDEREÇOS QUE ACESSA

Parece simples, mas é algo que poucos usuários prestam atenção. O endereço da internet, ou URL, determina o site em que você está conectado. O que você precisa atentar-se é que sites HTTPS são mais seguros que HTTP. Logo, sites bancários, processos de pagamento, seções de compra em lojas online, precisam mostrar o HTTPS antes do endereço real.

Torne um hábito verificar o endereço todas as vezes que estiver navegando. Tomando esse cuidado básico, você não tem dor de cabeça, pois evita enviar informações privilegiadas a sites falsos na internet. Desconfie caso acesse um serviço online com nome semelhante ao original, mas faltando alguma letra, ou sem o identificador de site seguro (ex: Bradesco, Credicard e etc).

Outro modo para verificar a segurança de um site, é conferir o cadeado nabarra de status do navegador. Por padrão, as transações seguras exibem umpequeno cadeado na barra de status do seu navegador, nunca se esqueça de verificar. 

Checar o link também é importante. Você pode fazê-lo passando o cursor do mouse sobre o link para ler o endereço que ele aponta. Em geral, os navegadores mostram o local ao qual a URL aponta, assim você confirma o destino do link e evita ser enganado por sites falsos ou phishing(fraude eletrônica).


Caso esteja em dúvida sobre a procedência de algum site, digite a URL manualmente em seu navegador ou contate o responsável pelo serviço.



Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência durante a navegação. Saiba mais »